Mãos à obra!

Nos dias 22 e 23 de abril fomos convocadas para participar no encontro provincial de discernimento, da zona de Madrid.

Na tarde de sexta-feira, algumas irmãs e leigos, responsáveis ​​por obras e projetos, reuniram-se online para partilhar a missão, as riquezas e os desafios de cada realidade. No sábado de manhã, 35 irmãs se reuniram no colégio Jesus Maestro para partilhar a nossa reflexão e à tarde juntaram-se mais sete leigos para completar a visão da área.

A reunião de sábado foi extremamente rica. Isabel del Valle, nossa coordenadora provincial, acolheu-nos e convidou-nos a olhar a realidade, a escutarmo-nos e a escutar ao Espírito. Começámos com um tempo de oração no qual agradecemos a Deus por cada comunidade de Madrid. Recebemos então informações muito completas sobre a realidade das irmãs, das comunidades e das obras, não apenas em dados e números, mas sobretudo sobre a vida: missão, pessoas, riquezas e desafios. E tivemos tempo para refletir pessoalmente, partilhar em grupos e ouvirmo-nos umas às outras em assembleia a partir dos pontos de discernimento que foram levantados no Relatório do Processo de Discernimento do ano de 2020. Houve até tempo para lançar algum outro tema de diálogo para fortalecer o relacionamento entre as comunidades da zona.

Ao longo do dia falámos com liberdade e abertura e oferecemos a luz que tínhamos para apontar como vemos a configuração das comunidades no futuro próximo. O mais bonito foi que em todos os momentos o critério de discernimento foi a missão, fazer e estar lá “onde os interesses de Jesus estão mais em perigo”. E foi impressionante ver como os leigos também participam desse mesmo objetivo.

Claro que alternámos o trabalho com os momentos de descanso em que pudemos reencontrar-nos e conversar de outra forma, enquanto comíamos um delicioso bolo, comíamos e brindávamos comemorando o 23 de abril (São Jorge para os aragoneses, Sant Jordi para os catalães, o Dia de Castela y León para os castelhanos, até a final da Taça do Rei de futebol para os andaluzes e valencianos, … e para todas, o Dia do Livro).

Ao terminar o encontro, já bem tarde, a gratidão, a esperança e o sentimento de brotaram de todas e de todos por um caminho que percorremos junt@s com o único propósito de fortalecer a missão e com um desejo claro: “Pôr mãos à obra, porque o tempo urge e o amor de Cristo pressiona. Tudo por Jesus.”

Obrigada por este dia de fraternidade e de encontro!

X