Irmã Victorina Azparren Garde. 4 de setembro de 2019 (San Sebastián-Residência)

A nossa irmã foi uma mulher boa e simples, inteligente e leal.

Como filha do povo navarro, foi forte, autónoma e disponível, sempre pronta para ajudar, acolher e acompanhar.

Nasceu numa família cristã de Viscarret, uma aldeia de Navarra da qual se sentia muito orgulhosa e no seio de uma família de profundas raízes cristãs. De jovem, estudou no Colégio das Teresianas da Rua Mayor de Pamplona, e ali, o seu encontro com Jesus, levou-a a entregar-lhe a sua vida na Companhia e como muitos religiosos desta terra, partiu para a América, onde exerceu o seu apostolado em vários lugares mas sem dúvida, o México marcou-a profundamente tanto pelo muito tempo da sua presença nessa terra como pelos vínculos de amizade que manteve. Regressou a Espanha e, nos últimos anos, foi destinada a esta casa na qual passou o último etapa da sua larga e fecunda existência.

Chegou já muito limitada fisicamente mas ainda se lhe notava o seu caráter firme e as suas formas de relação marcadas pela amabilidade e pela cortesia.

Teresiana de coração grande e portanto disponível, de modo que soube acolher pela obediência aquilo que a Companhia lhe foi manifestando como vontade de Deus. Prudente e carinhosa no mandar, humilde e responsável no obedecer, educadíssima no trato e gozava de um grãozinho de vaidade no seu porte que entre nós, lhe valeu o título de “ Miss Viscarret”, e que mesmo nas suas horas mais difíceis ao escutá-lo, brotava-lhe um sorriso.

Foram longos anos de máxima limitação, e depois de muitos dias nos quais sentia que o seu corpo se ia apagando enquanto o seu coração e a sua mente permaneciam despertos, depois de uma lenta agonia, em silêncio e paz, deixou este mundo para receber o abraço do Pai aos 96 anos de idade.

A sua partida deixou-nos muita paz.

Unidas a ela, damos graças porque já proclama com profundo gozo:

“O teu amor e misericórdia são já o meu gozo e a minha alegria.”

Share on facebook
Share on twitter
X